BLOGMAS #6: Black Mirror

13:37

Oi pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim!

Há algum tempo ouço falarem sobre Black Mirror, mas - por algum motivo desconhecido - deduzi que a série seria semelhante a American Horror Story e não tive interesse em me aprofundar no enredo, porém isso mudou há alguns meses quando eu e o Léo fomos na casa de uma amiga e ela comentou sobre alguns episódios da mesma.


Criado por: Charlie Brooker. 
Ano de lançamento: 2011. 
Com: Madeline Brewer, Bryce Dallas Howard, Mackenzie Davis e mais. 
País: Reino Unido. 
Gênero: Drama, Ficção Científica, Suspense. 
Status: Em produção. 
Duração: 42 - 89 minutos. 

"Black Mirror retrata a inquietação coletiva em relação ao mundo moderno. Com muito suspense e genialidade, cada história explora temas relacionados à paranoia tecnológica contemporânea. A tecnologia transformou todos os aspectos de nossa vida: Em todas as casas, em todos os escritórios e nas mãos de todas as pessoas há uma tela de plasma, um monitor, um smartphone – um espelho negro refletindo a nossa existência no século 21."


“Se a tecnologia é uma droga – e parece mesmo ser uma – então quais são precisamente os efeitos colaterais? Este espaço – entre apreciação e desconforto – é onde Black Mirror, minha nova série de TV, está localizada. O ‘espelho negro’ do título é um que você encontrará em todas as paredes, em todas as mesas, na palma de toda mão: a fria e brilhante tela de uma TV, um monitor, um smartphone.” (Charlie Brooker)

Não é exagero dizer que Black Mirror é diferente de tudo o que já assisti no decorrer da minha vida. Apesar de percebermos críticas a variados assuntos - inclusive tecnológicos - em diversos filmes e séries, Black Mirror vai além. De uma forma perturbadoramente passivo-agressiva somos confrontados a cada segundo de cada episódio de maneiras distintas que se fundem.

"Cada episódio tem um elenco diferente, um cenário diferente e até mesmo uma realidade diferente, mas todos se tratam da forma que vivemos agora - e da forma que podemos estar vivendo daqui a 10 minutos se formos desastrados." (Charlie Brooker)

Como o criador explica na citação acima, não há "continuidade" entre os episódios como em uma série normal. Cada episódio apresenta uma estória composta de começo, meio e fim, mas - ao mesmo tempo - todas têm o objetivo citado por ele.

Por este motivo, não há como falar sobre Black Mirror sem citar os episódios especificamente e é isso que farei - de forma resumida e levemente poética - agora. 

1x01 The National Anthem / Hino Nacional


O incontrolável impacto da internet e suas redes sociais, a influência da mídia nas decisões, o valor da imagem pessoal e o entretenimento obtido através do sofrimento alheio.

1x02 Fifteen Milion Merits / Quinze Milhões de Méritos


Sistema manipulador, reality shows, padronização, alienação, hipocrisia e deturpação.

1x03 The Entire History Of You / Toda a sua História


Os malefícios do acesso livre à memória em um futuro onde o esquecimento foi extinto. Obsessão, análise e paranoia. Até que ponto a necessidade crescente da nossa sociedade em relação a registros é saudável? A ignorância - muitas vezes - é uma bênção. 

2x01 Be Right Back / Volto Já


"How do I live without the ones I love?
Time still turns the pages of the book it's burned
Place and time always on my mind
I have so much to say but you're so far away
Plans of what our futures hold
Foolish lies of growing old
It seems we're so invincible
The truth is so cold
A final song, a last request
A perfect chapter laid to rest
Now and then I try to find a place in my mind
Where you can stay
You can stay away forever" (So Far Away - A7X)

2x02 White Bear / Urso Branco


Colhemos o que plantamos. Tudo que vai, volta. Toda atitude tem uma consequência, esteja disposto a assumi-la e enfrentá-la.

2x03 The Waldo Moment / Momento Waldo


Uma piada sem graça que foi levada à sério. Simbolismos, representatividade reversa e marketing.

2x04 [SPECIAL] White Christmas / Natal


A linha tênue entre punição e tortura. Desonestidade e poder. Não há consequência mais devastadora do que a inexistência.

3x01 Nosedive / Queda Livre


O futuro nunca esteve tão presente nas nossas vidas. Redes sociais, necessidade de aceitação, esteriótipos e máscaras. Valemos o que nos classificam. 

3x02 Playtest / Versão de Testes


Até onde os nossos próprios medos podem nos levar? 

3x03 Shut Up And Dance / Manda Quem Pode


Invasão de privacidade, chantagem, constrangimento e exposição [...] As aparências enganam.

3x04 San Junipero 


“No ano de 2030, teremos computadores com capacidade de informação igual a da mente humana. Isso significa que você poderá colocar sua consciência em um computador e viver para sempre como máquina.” (Ross Geller - Friends)

3x05 Men Against Fire / Engenharia Reversa


A máscara ideológica como instrumento legitimador do extermínio do outro.

3x06 Hated In The Nation / Odiados Pela Nação


Enquanto houver boas intenções, haverá interesses por baixo do tapete. Enquanto houver distrações, haverá pessoas para não considerar o poder delas. Enquanto houver liberdade, haverá quem pise na dos outros. E enquanto houver quem pise na liberdade do próximo, haverá alguém com más intenções. É um ciclo que se repete de novo e de novo não porque a tecnologia possibilita, mas porque as pessoas o estimulam. 


E é isso!

Black Mirror é uma série que vale a pena ser assistida exatamente pelo impacto que causa. É importante que nos atentemos para determinados assuntos, pois a realidade é que o enredo - que tanto nos apavora - está mais perto de nós do que conseguimos imaginar.

Vocês já a assistiram? Se sim, me contem o que acham nos comentários. Se não, recomendo! Todas as temporadas estão disponíveis na Netflix. 

Até a próxima! <3


Você também poderá gostar de:

8 comentários

  1. Que post incrível!! A princípio eu não tive interesse de assistir essa série porque sou daquelas que não assiste haha mas essa ao longo que se tornou um "sucesso" entre os meus amigos e por ter um tema bastante atrativo, me instigou a querer assistir. Ainda não assisti porque não tenho Netflix, mas um dia ainda assistirei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado! Tem alguns sites que disponibilizam, dá uma pesquisada porque vale muito a pena.

      Excluir
  2. Já assisti alguns episódios e gostei bastante, é importante nos atentarmos a isso

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu fui apresentada a essa série por um amigo... e fiquei doida quando vi a primeira temporada... Ainda quero ver as outras, mas elas são um tapa na cara da sociedade... nos mostra o que estamos nos tornando e isso é assustador...

    Mundinho da Hanna

    ResponderExcluir
  4. Me falaram que essa série é de explodir mentes, mas acabei não dando atenção e nem sabia do se tratava. Mas, sério, sua crítica me deixou beeeeem curiosa. Faz um tempinho que não começo uma nova série, mas esses assuntos de paranoias envolvendo a tecnologia me chamam muito a atenção :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assiste, tenho certeza que não irá se arrepender!

      Excluir