The Flash

Oi pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim!

Hoje trago a resenha de uma série que me surpreendeu positivamente: The Flash. Há alguns meses todos estavam falando sobre ela e automaticamente torci o nariz pois pensei que não gostaria do gênero, mas percebi que estava enganada desde o piloto.

Tudo começou com o meu irmão, Lucas. Ele estava em busca de sua primeira série e me pediu indicações. Sem nunca tê-la visto e cheia de pré-conceitos a indiquei pois presumi que ele gostaria e foi exatamente o que aconteceu, porém não imaginei que ele viciaria.

Em menos de 1 semana ele assistiu a 1ª temporada inteira (são 23 episódios!) e isso me deixou extremamente empolgada e curiosa. Estava reassistindo House com o Léo - minha série favorita de todos os tempos que batalhei durante anos para que ele aceitasse rever comigo - e ainda assim resolvi pausá-la para conhecer Barry Allen (Flash). Resultado: Também viciamos! Kkk.

Não a engolimos como o meu irmão devido ao estágio que tem me feito dormir às 22h, mas finalizamos a 1ª temporada ontem e eu já não via a hora de resenhá-la para vocês!

Porém antes de começarmos deixo claro que não sou leitora de HQ e falarei exclusivamente sobre a série sem compará-la ou destacar possíveis referências.

Vamos lá?


  • Criado por: Greg Berlanti e Andrew Kreisberg.
  • Ano de lançamento: 2014.
  • Com: Grant Gustin, Candice Patton, Danielle Panabaker e mais.
  • País: EUA.
  • Gênero: Fantasia, ação.
  • Status: Em produção.
  • Duração: 42 minutos.
Barry Allen é um cientista forense de 25 anos que aos 11 anos viu sua mãe (Nora Allen) ser assassinada por algo que todos consideram impossível e, como se esse trauma não fosse suficiente, seu pai (Henry Allen) foi condenado injustamente por esse homicídio. Desde então Barry procura o verdadeiro culpado na tentativa de tirar seu pai da cadeia.
Após o acontecido ele foi morar com Joe West - detetive de polícia - e sua filha Iris West - por quem sempre foi apaixonado, porém nunca teve coragem de dizer.
Quando a ativação do acelerador de partículas do S.T.A.R Lab's resulta em uma explosão, Barry é atingido por uma tempestade de raios e os produtos químicos de seu laboratório e passa 9 meses em coma.
Dr. Harrison Wells (dono do S.T.A.R Lab's) e sua equipe (Caitlin Snow e Cisco Ramón) levam Barry para o laboratório e o tratam, salvando sua vida. Quando ele acorda descobre que adquiriu super-velocidade e deduz que o verdadeiro assassino de sua mãe tenha a mesma capacidade.
Com a ajuda de Dr. Wells, Caitlin e Cisco, Barry aprimora seus poderes e decide usar esse novo dom para proteger Central City e encontrar o homicida, tornando-se o Flash.


A história de Barry é extremamente triste e é inevitável não sentir-se tocado desde o início, pois o - excelente - episódio piloto revela todos os detalhes do seu passado.

De uma forma geral, a primeira temporada tem como foco principal a evolução de Barry como Flash. Com o auxílio da equipe S.T.A.R (Dr. Harrison, Dr. Snow e Cisco Ramón) ele desafia os limites da sua velocidade buscando aprimorá-la para tentar descobrir quem matou sua mãe e, assim, tirar seu pai da cadeia.

Mas não é somente isso.

Logo eles descobrem que Barry não foi o único afetado pela explosão do acelerador de partículas, mas - talvez - o único que decidiu usar seus poderes para o bem. Todo dia surgem novos vilões e Flash - anonimamente - se torna o guardião de Central City.

A polícia também acaba percebendo anormalidades inexplicáveis nas cenas de crime e Barry - como cientista forense - as desvenda com uma facilidade que deixa Joe intrigado. Não demora para que a mídia noticie os acontecimentos e descubra as consequências da explosão do acelerador.

A partir daí Barry precisa mentir sobre seus poderes para as pessoas que mais ama, incluindo Iris, na intenção de protegê-los. Cisco também aprimora o uniforme do Flash, tanto para preservar a identidade de Barry quanto para que a roupa suporte sua velocidade.


Apesar de ser super-herói, Barry também leva uma vida normal... Na medida do possível, é claro.

Ele esconde seu amor de infância por Iris - que o considera irmão por terem crescido na mesma casa - e quando ela começa a namorar ele sofre bastante.

Sua relação com Joe é de pai e filho, mas não substitui a ausência de seu pai verdadeiro - que ele visita de vez em quando - e Dr. Wells é seu mentor e grande ídolo.

Cisco e Caitlin acabam se tornando seus melhores amigos e eles saem juntos algumas vezes após o "trabalho" e é em uma dessas saídas que Barry descobre que não consegue ficar bêbado.

Essa informação parece irrelevante até você parar pra pensar que isso (não) acontece porque - falando de maneira chula - o metabolismo dele é acelerado. Além disso, a quantia de energia que ele gasta correndo o faz consumir quantidades enormes de comida. Esses detalhes são bem simples e ao mesmo tempo bastante inteligentes, trazendo um pouco de realidade no meio de toda ficção.

Caitlin, Joe, Iris, Barry e Wells - Só faltou o Cisco.
Não conhecia nenhum dos atores do elenco principal e, apesar de todos terem me agradado, um em especial chamou minha atenção: Tom Cavanagh - que interpreta o Dr. Wells. Seu personagem é extremamente misterioso e inteligente e ele consegue demonstrar isso só de olhar.

Isso, apesar dos apesares, fez com que o Harrison Wells se tornasse um dos meus personagens favoritos de todos os tempos - perdendo apenas para o lendário Gregory House.


The Flash é uma série dinâmica, engraçada e inteligente, todos os episódios são bem construídos, o roteiro é bem escrito e tem ação na medida certa.

Vou parar por aqui para não soltar nenhum spoiler, mas se vocês ainda a não assistiram, assistam ao menos o piloto... Tenho certeza que valerá a pena e que dificilmente conseguirão assistir apenas ele.

Deixem aqui nos comentários o que acharam da resenha e eu terei prazer em respondê-los e tirar quaisquer dúvidas que possam surgir.

Até a próxima! <3

Você também poderá gostar de:

6 comentários

  1. Eu ainda não assisti a essa série mais estou curiosa para vê-la em breve.
    Parabéns pela resenha!

    www.paginasempreto.blogspot.com.br

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi!!!
    Tudo bem?
    AHHHHHH PIREI COM ESSA SUA RESENHA! Inclusive gravei um vídeo tb do flash e postarei mais pra frente. É uma das minhas séries preferidas da DC.
    Sua resenha tá super completa e adorei o post!
    Adoroooo o Barry, super fofo, a história é super legal, efeitos, tudo e realmente vale muito a pena assistir!
    Beijos
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=0v9U832Kb8g

    ResponderExcluir
  3. OOOOOOI BELLA

    confesso que eu nao curto muito séries de superherois, mas eu ja ouvi falar taaaaaao bem de The Flash que to quase considerando, viu *-*

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
  4. Essa do metabolismo achei bem curioso kkkk caramba, pensaram em tudo mesmo para compor o personagem! Adoro o Flash <3

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
  5. Acho que eu assisti apenas alguns minutos dessa série, mas a sua resenha me deu vontade de dar uma nova chance para The Flash. Gostei realmente do post. Beijão ♥

    Blog: www.expectativasreais.com.br
    Página: www.facebook.com/expectativasreaisblog
    Insta: www.instagram.com/expectativasreais

    ResponderExcluir
  6. Amei sua resenha, não sou de ver muitos filmes neste estilo mas, amei seu post. ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir