Fogão Me Chama

Oi pessoal, tudo bem com vocês? Espero que sim!

Dia 02 de março, quinta-feira, o evento 'Fogão Me Chama' foi divulgado nas redes oficiais do Botafogo. Se tratava de um tour pelo Estádio Nilton Santos e de uma sessão de autógrafos com os três principais jogadores do nosso elenco atual... E a melhor parte: Tudo de graça! Rs.

Meu pai, Lucas e Léo imediatamente decidiram que iriam e confesso que não me animei (ninguém merece acordar cedo no fim de semana), mas não poderia deixar de acompanhá-los.


Algumas horas depois fomos informados (também através das redes oficiais) que 500 senhas seriam distribuídas para a sessão de autógrafos, então combinamos de chegar bem cedo no Niltão.

O Léo acordou às 7h e eu às 7h30min e - mesmo eu tendo demorado um pouco pra me arrumar - chegamos antes das 10h. Meu pai, meu irmão e minha madrasta saíram de Belford Roxo 9h15min e chegaram 10h30min.

A fila ficava cada vez mais extensa e o sol cada vez mais intenso com o passar do tempo... Não aguentávamos mais ficar em pé.


Não sabíamos ao certo quantas pessoas haviam na nossa frente e ficamos tensos com a possibilidade de haverem mais de 500, mas pouco antes da abertura dos portões as senhas foram distribuídas e nós conseguimos pegá-las. 341 à 345.

Ao entrarmos não fomos orientados como esperávamos e ficamos um pouco confusos, mas o zagueiro Emerson estava no estacionamento tirando fotos e dando autógrafos e fomos até ele.


O ônibus do Botafogo também estava no estacionamento e, é claro, não desperdiçamos a oportunidade de tirar uma selfie. Fiquei extremamente feliz porque o meu irmão estava bastante animado e pedindo para tirarmos fotos - o que é quase um milagre divino.




Depois disso fomos explorar o evento em si e, apesar de ter adorado muitas coisas, tenho algumas reclamações a fazer.

Escolheram um espaço amplo perto do estacionamento e o achei ótimo porque tinha cobertura. Colocaram brinquedos para as crianças, cadeiras para quem quisesse se sentar e algumas caixas de som tocando músicas remixadas, mas só haviam 4 stands: Hambúrguer artesanal, massa, cerveja artesanal e o clássico dos jogos (água, refrigerante e cachorro-quente). E qual é o problema, Isabella?! O problema é que haviam 4 mil pessoas presentes e somente 1 stand com água num calor insuportável. Ps.: Eu e o Léo gastamos R$50,00 só com água.

A loja do Botafogo é dentro do Estádio e, como o local do evento é caminho para a entrada, o acesso estava bem fácil, mas o maior problema foi a organização (ou a falta de) do tour. A princípio chamariam grupos de 20 de acordo com o número das senhas para evitar filas, mas cada hora uma informação diferente chegava até nós e no final as senhas só serviram como prioridade (a ordem numérica foi ignorada).

A primeira fila era para entrar em uma espécie de 'sala de espera', a segunda era dentro dessa sala e a terceira daria início, finalmente, ao tour que começaria pela sala de imprensa.


Quando entramos na sala de imprensa a achei pequena, porém bem bonita e quase chorei (mentira) quando senti o ar-condicionado! Kkk. Eu e a Cris não quisemos fotos nossas, mas tiramos várias fotos dos meninos.





Ao sairmos fomos direcionados para outra fila que nos levaria para o vestiário dos jogadores.








Ao sair do vestiário fomos orientados a ir para o final da fila principal (a que dava acesso aos jogadores e, posteriormente, ao campo) e nos assustamos com a extensão dela.

Meu pai, eu, o Léo e a Cris estávamos doloridos e famintos. Meu pai estava impaciente. Eu estava vermelha que nem um camarão. O Lucas continuava feliz e sorridente! Kkk.

Já tínhamos esperado tanto que o único jeito era esperar mais um pouco.

[...]

Demorou, mas chegou a nossa vez!




E a parte mais emocionante de todas: Entrar em Campo!




















video

Tínhamos combinado de ir ao Norte Shopping almoçar, mas estávamos tão cansados que desistimos. Voltei pra casa do Léo e meu pai, o Lucas e a Cris foram pra Belford Roxo... Mas antes nos fizeram inveja lanchando no MC Donald's! Kkk.

No trem que me dei conta do quanto estava vermelha... Assustador! Sempre usem protetor solar, ainda mais se forem palmitos que nem eu.


Nunca vou cansar de dizer o quanto a minha família é importante na minha vida e o quanto me faz feliz reuni-la. O evento em si poderia ter sido melhor organizado para evitar cansaços e estresses, mas ainda assim foi incrível viver esse momento ao lado dessas pessoas tão especiais.

Meu pai nos ensinou a amar o Botafogo desde pequenos e é algo que vou levar pro resto da vida e, sem dúvidas, passar para os meus filhos como uma herança valiosa. 

Obrigada, Botafogo, por nos proporcionar tantas emoções e por tudo que já me deu - e não foi pouco.

Que esse ano continuemos contrariando a lógica e atropelando gigantes para trazer esse título inédito pra casa.

"Quem nasce botafoguense, nasce eterno. Nos dribles de Garrincha, No brilho de Nilton Santos, Na voz rouca da torcida, No punho erguido apontado para as estrelas. Para o botafoguense,o sangue não é vermelho. É preto e branco. Para o botafoguense, a bandeira não é o seu símbolo. É a sua história. Porque para o botafoguense, futebol não é uma paixão. É a sua vida."

Você também poderá gostar de:

2 comentários