Porque boas ações também merecem ser destacadas

11:55


Quando ligamos a televisão, lemos um jornal ou acessamos algum site de notícias é unanimidade, só vemos desgraça! Homicídios, furtos, latrocínios, violência sexual, terrorismo, corrupção e por aí vai. Isso faz com que todos nós percamos a fé na humanidade.

Mas muito de vez em quando nos deparamos com pessoas que nos fazem recuperar, mesmo que momentaneamente, a esperança de que um dia, quem sabe, o mundo pode ser melhor... E é sobre uma delas que falarei hoje.

No dia 13 de março desse ano eu e meu namorado fomos levar a cachorrinha dele para o veterinário. O consultório não é tão longe da casa dele, mas é contramão para os ônibus e decidimos pegar um táxi. 

Fomos conversando com o taxista e a Belinha (sim, minha xará) estava muito nervosa e isso acabou me distraindo. Resultado: sai do táxi sem a minha bolsa que possuía documentos, salário, riocard e cartões (havia esquecido de levar meu celular).

Estava tão aérea com a agitação dela que demorei a perceber que não tinha pegado a bolsa no carro. Era uma bolsa pequena, de ombro, que não costumava usar. Mas quando percebi, caramba, lembro de ter ficado gelada!

Meu namorado tentou me acalmar e disse para andarmos um pouco e tentarmos achar o taxista, mas eu já havia perdido as esperanças pois pensei que ele fosse no sentido Avenida Brasil e também porque nem o meu celular estava na bolsa para ele tentar nos encontrar... Fora o fato de estarmos no Centro do Rio de Janeiro e o sentido das ruas ser uma bagunça. Fui ficando cada vez mais apavorada.

Até que olho pro lado e, sim, era o taxista! Ele havia dado a volta somente para me entregar a bolsa, em horário de pico... Nem acreditei! A peguei tremendo, nem consegui perguntar o nome dele. Fora que, antes disso, ele já havia cobrado menos pela corrida por ter pego o caminho errado.

Não acredito até hoje, aliás. Parece algo bobo, mas não é. Por isso tento sempre fazer as coisas do jeito certo. 

Na semana anterior a caixa do banco tinha que me dar 4 reais de troco e me deu uma nota de 2 reais e outra de 100. Muitos diriam: "eu não devolveria porque se fosse comigo não devolveriam", mas nem sempre é assim. Se eu pegasse aquele dinheiro, talvez não teria tido a minha bolsa de volta. E 100 reais não seria nada perto do meu prejuízo.

HAJA SEMPRE DE FORMA CORRETA E HONESTA, POIS CERTAMENTE SUAS AÇÕES RETORNARÃO ATÉ VOCÊ.

Até a próxima! <3

Você também poderá gostar de:

8 comentários

  1. Fiquei desesperada só de imaginar a situação. Bella, que sorte você teve de encontrar um taxista assim, e fez muito certo não tentando passar a perna na caixa do Banco, vai saber se naquele dia ela não estivesse passando por algo difícil e por isso ficou tão distraída. Amei a sua intenção ao fazer o post. Devemos agir com honestidade sempre, cedo ou tarde seremos recompensados. Beijos e fica com Deus!
    http://www.sonhosnabolsablog.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Thay, foi horrível, mas graças a Deus o cara era de bem - coisa rara hoje em dia.
      Obrigada pelo comentário e disse tudo, a honestidade sempre abre portas! Beijos e fica com Deus!

      Excluir
  2. Que post MARAVILHOSO!!
    Sério, achei linda a atitude do taxista, fiquei muito feliz em saber que ainda existem pessoas boas, honestas, bondosas.
    Achei linda sua atitude também, claro, acho que são poucos que seriam honestos de devolver uma nota de cem reais vindas por engano no troco.
    Mas é isso ai, devemos fazer atitudes boas, corretas, para sermos um bom espelho para as demais pessoas!

    Ser honesta é a melhor maravilha do mundo, e por mais que os outros acharem que somos bobos por devolver algo que não nos pertencem, etc.
    Um dia a vida nos presenteia com algo muito melhor e muito mais gratificante.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Leidiana! <3
      Pois é, acredito muito que nós colhemos o que plantamos e tento sempre plantar o bem.
      Beijos e fica com Deus! :D

      Excluir
  3. Bella, que legal ver histórias como essas! E que bom que você compartilhou com a gente. É como você disse, estamos tão cheios de ver e ler notícias ruins que quando vemos coisas boas temos que comemorar! Parabéns pela atitude! Acredito muito que tudo que fazemos volta pra gente, então que sejam coisas boas, não é mesmo? Tenho vários amigos que trabalham em banco e passam por situações como essa no cotidiano, e se eles dão o troco errado e no fim do dia falta dinheiro no caixa, essa diferença é descontada do salário deles. A gente nunca sabe o que o outro está passando! Que bom encontrar pessoas do bem como você e como o taxista que devolveu sua bolsa! Isso nos dá força para continuar fazendo o bem e renova a esperança de um mundo melhor! Obrigada por compartilhar isso com a gente!
    Beijinhos!

    http://www.lisandramanfredi.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lisandra!
      Pois é, é complicado... A ideia de ser favorecido no prejuízo alheio não me agrada, acredito que no futuro nós pagamos e, muito provavelmente, eu teria pagado com a minha bolsa.
      Muito obrigada pelo seu comentário, nós podemos sim fazer a diferença!
      Grande beijo e fica com Deus! <3

      Excluir
  4. Olá querida, obrigada pela visita no blog :) Gostei do teu, força! Estou a seguir-te! Que história inspiradora! Pois, ainda existem pessoas boas neste mundo... A mensagem do post é muito importante e atual.
    Beijinho
    http://themarielement.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mari, muito obrigada! Tô seguindo o seu também, é uma honra te ter como seguidora! <3
      Beijos!

      Excluir